terça-feira, 1 de março de 2016

A Praça da bandeira é o novo Polo Gastronômico da Cidade



Ocupando o endereço, da Rua Barão de Iguatemi 408, o Dida Bar e Restaurante, é o novo tempero a fazer parte do Polo Gastronômico da Praça da Bandeira, sob o comando da “ Dida”. Filha de “Tia Maria”, que liderou um bar na Zona Norte da cidade, na década de 70, frequentado por Mestre Sargento, Mestre Celso, entre outros...

​Dida incorporou no bairro o tempero que herdou de ​sua mãe, atesta a mais nova restauranteur da Praça. Mas ​põe à sua marca, ​uma pitada de simpatia e uma gargalhada cativante. Essa é a Dida.

O Bar é familiar, começando pela gestão, com Dida e filhos no comando, então é só chegar e se sentir a vontade. O imóvel onde antes funcionou o Petit Paulette, ganha uma nova r​epaginada. No conceito contemporâneo de bar, logo na entrada, o estilo decor se destaca, com parede​ de tijolo visível de demolição, 8 quadros étnicos ​completam o charme do ambiente decorado pelo artista plástico Paulo Belisario.

Uma​ outra parede, essa de cor azul royal, com quadrinhos que fazem homenagens Candeia, Clementina de Jesus, Cartola e Martinho da Vila, com reprodução de capa de discos, pequeninas cabaças e potes de barro, entrem outros objetos completam a arte. Esse espaço divide a atenção com o pequeno palco de 2m X 1,5m onde acontecem os shows de samba, jazz, jongo, com programação nova a cada semana.

No teto, uma ornamentação com colheres de madeira em meio às luzes chama a atenção. O balcão de mármore, outro charme à parte, com 2m de extensão localizado a frente da entrada, acima dele, o adesivo com o nome do bar.

O clima é uma releitura dos bares de antigamente, grandes janelas, pé direito alto, rustico e aconchegante. “Nossa proposta é manter a resistência cultural do bar Tia Maria e ao mesmo tempo mergulhar na contemporaneidade,” contextualiza Dida.

Embora enxuto, mas com a ideia de ter sempre novidade, o cardápio já apresenta petiscos de “babar”. O carro chef, fica por conta do Bolinho de Feijoada - bolinho de feijão recheado de carnes salgadas, couve e empanados com farinha de torresmo, R$ 8,00 a unidade ou porção com 4 unidades, por R$ 20,00. Dando sequência aos bolinhos famosos da casa, o delirante sabor do Bobozinho de Camarão (bolinho de bobó de camarão), porção com 4 unidade por R$ 20,80, Bolinho de Bacalhau, 6 unidades, por R$ 35,00

Outra deliciosa tentação é o Bolinho de Grão de Bico com bacalhau, com 6 unidades por R$ 20,00. Na “ala” dos croquetes, Croque Croc – croquete de carne especial recheado de queijo, empanado em farinha de torresmo e bananas crocantes, 8 unidades, por R$ 35,00. Ainda nessa “vibe” de quitutes, Cigarrete de Queijo Coalho, 6 unidades, por R$ 22,00. Assim como Croquete de Carne, por R$ 20,00. O Croquete de Carne Seca – recheado com abóbora, 6 unidades por R$ 25,00. Dando continuidade as petiscos, os clássicos de bar, Filé Aperitivo ao molho madeira, sai por R$ 45,00 - Carne Seca Acebolada com Aipim, por R$ 39,00 - Batata Frita Especial, com queijo gratinado, bacon e calabresa, por R$ 28,00, Batata Frita Simples, por R$ 20,00, também são boa pedidas. Não podiam faltar os deliciosos pasteis, como o Napolitano – recheado com queijo minas, tomate e orégano, sei unidades por R$ 21,80 ou na versão com Camarão, 6 unidades por R$ 23,80.

Os petiscos individuais, são um sucesso, como a Taça Nordestina (escondidinho de baião de dois) por R$ 19,00, Jiló Recheado, com muçarela, bacon, calabresa refogada no molho de tomate, por R$ 7,50. Outra dica arrebatadora é a Berinjela Recheada com muçarela, por R$ 11,20.

Um novo espaço cultural, pode-se dizer assim, já que há uma infinidade de guloseimas e com música de “respeito”, o Dida Bar e Restaurante pretende ser um novo point carioca.

Dida reserva novidades. Além do saboroso cardápio da casa, a cada período apresentará um cardápio extra como “Sugestão da jovem Chef Dandara” com um conceito afro-brasileiro e africano, prometendo aprazíveis surpresas.

No quesito cerveja o que se destaca no Dida bar são os rótulos das cervejas artesanais, O Bar foca mais nas cervejarias cariocas tais como 2 Cabeças, Hocus Pocus, Hija de Punta, Three monkeys, Noi, Ampolis, Bohemia, Therezopolis mas também tem rótulos de outras regiões: Invicta, Bierland, Colorado, Mistura clássica entre outras. O cardápio muda semanalmente e vale a pena consultar o garçom sobre novidades cervejeiras.

Em um armário retrô, dá para visualizar os rótulos da famosa “branquinha” como: Germana, Boazinha, Salinas, Seleta e Vale Verde

Com isso, o pequeno espaço com uma boa gastronomia é um convite ao novo, ao antigo e ao mesmo tempo ao que promete ser uma grande tendência carioca.

Descubra o tempero da Dida, entre e fique a vontade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário