sexta-feira, 1 de abril de 2016

Feira Rio Antigo homenageia o choro no próximo dia 2 de abril



A edição de abril da Feira Rio Antigo será em homenagem ao mês de aniversário do choro e acontece no próximo dia 2, com show do Pixin Bodega, às 16h30. Popularmente conhecida como Feira do Lavradio, o evento é realizado há 19 anos todo o primeiro sábado do mês.

O grupo Pixin Bodega, que já está há cinco anos na estrada e deve lançar seu novo CD nos próximos meses, apresentará o repertório clássicos do Choro percussivo, intercalados com alguns sambas de sucesso. O músico Almir Bacana, que toca tantã, considera Pixinguinha o maior inspirador do grupo. “Como compositor, arranjador e instrumentista, sua atuação foi decisiva nos rumos que a música brasileira tomou. Na infância, a avó africana o chamava de ‘Pizindim’, que significava ‘menino bom’. Vem daí o nome do nosso grupo: Pixin Bodega”, conta Almir. Abril também é o mês de aniversário de Pixinguinha, nascido em 23 de abril de 1897. O grupo se apresenta às 16h30, no palco montado em frente à praça Emilinha Borba.

Organizada pela Associação Polo Novo Rio Antigo, a Feira é um dos eventos gratuitos mais prestigiados da capital fluminense e reúne mais de 400 expositores, oferecendo uma vasta diversidade de produtos - de artesanatos a sebos e antiguidades. Além disso, bares e restaurantes da região abrem as portas para receber os mais de 30 mil visitantes que passam pelo local durante o evento.

Ao lado da Feira, é possível conferir as atrações do Circuito Tiradentes Cultural, um projeto que nasceu com o objetivo de potencializar as atividades do polo cultural do entorno da Praça Tiradentes através de programações conjuntas. Também faz parte da programação do Rio Antigo o projeto InVentos, que oferece várias atividades na Fundição Progresso e nos arredores dos Arcos da Lapa, a partir das 10h às 23h.

O passeio pelo Centro do Rio Antigo é uma excelente alternativa para quem curte arquitetura. A região, que é uma das mais antigas da cidade, conserva seus casarões antigos, muitos construídos ainda quando o país era colônia de Portugal.

Nenhum comentário:

Postar um comentário