Header Ads

  • Últimas Notícias

    Dança Gamboa chega a sua quarta edição



    A dança ocupa a cena por quase um mês no Galpão Gamboa. A quarta edição da mostra Dança Gamboa vai se estender de 17 de setembro a 23 de outubro e reúne grandes nomes do cenário nacional da dança contemporânea. Com patrocínio da Prefeitura do Rio de Janeiro e da Secretaria Municipal de Cultura, o festival é composto por sete espetáculos, sendo dois voltados ao público infantil. A abertura ficará por conta das coreógrafas Marcela Levi e Lucía Russo, que apresentarão o espetáculo "Mordedores" (17 e 18 de setembro).

    A pluralidade de linguagens dará o tom do Dança Gamboa em 2016. A mostra levará ao público espetáculos adultos, infantis, performance de rua e uma peça cujo elenco é formado por bailarinos com deficiência física.

    Para garantir o sucesso, Cesar Augusto e Marcia Rubin repetem a parceria e assinam a curadoria da mostra. Para Cesar Augusto, a cada edição o festival reafirma seus compromissos com o público e a arte: "Nossa ideia é transcender o panorama atual da dança. Queremos fomentar a formação de plateias, com espetáculos voltados também ao público infantil, e produzir e estimular novos conceitos por meio do programa de residência artística", explica.

    Os ingressos terão preços populares: R$ 20 (adultos) e R$ 10 (infantil), com meia-entrada para estudantes e idosos, além de descontos especiais para moradores da Zona Portuária.


    Festival, passo a passo

    "Mordedores", a peça de abertura, é resultado de um longo processo de pesquisa sobre violência, entendida e experimentada para além de suas conotações imediatas de aniquilamento, morte e destruição. Na montagem - que teve a sua primeira apresentação em 2015, com excelente acolhida da crítica - Marcela Levi e Lucía Russo incorporam a energia da violência, transformando-a numa espiral de forças em permanente tensão.

    No fim de semana seguinte (24 e 25 de setembro), haverá programação dupla no festival. O espetáculo de rua "Mão", dirigido por Renato Linhares, ocupará a cena às 15h, enquanto o infantil "Dinossauros e pelancas" terá sessão às 16h30.

    "Indefinidamente indivisível", da Pulsar Cia. De Dança, ocupará o palco do Galpão Gamboa nos dias 1º e 2 de outubro. No elenco, bailarinos com deficiência física vão interagir com bolas infláveis. A ideia é fazer com que os corpos experimentem a transformação e a imprevisibilidade do tempo e do movimento. As apresentações serão às 21h, no sábado, e às 20h, no domingo.

    Os dias 8 e 9 de outubro também contarão com programação dupla: Celina Portella apresentará o resultado de sua residência, no sábado às 20h e no domingo às 19h, enquanto o baiano Leonardo França mostrará seu solo "Ouriço", às 21h, no sábado, e às 20h, no domingo.

    Marcela Levi e Lucía Russo retornam ao festival nos dias 15 e 16 de outubro. Desta vez, para apresentar o fruto da residência artística comandada por elas, ao lado do performer Ícaro dos Passos Gaya.

    O infantil "Pé de vento cabeça no chão", da Cia REC, da coreógrafa Alice Ripoll, fechará a o Dança Gamboa com apresentações nos dias 22 e 23, às 16h.

    Nenhum comentário

    Post Top Ad

    Post Bottom Ad