terça-feira, 18 de outubro de 2016

Gravação do DVD Leandro Sapucahy 10 anos – Ao vivo no Imperator



Dia 21 de outubro, gravação do

DVD Leandro Sapucahy 10 anos – Ao vivo no Imperator

com participação de Xande de Pilares, Reinaldo,

Bokaloka, ImaginaSamba, Mumuzinho,

Arlindo Cruz, Swing e Simpatia, entre outros

Vamos profetizar, é certo que vem coisa boa. Dia 21 de outubro é uma sexta-feira e será dedicado à gravação do DVD Leandro Sapucahy - 10 anos – Ao Vivo, no Imperator, e com direito a participação de Xande de Pilares, Reinaldo, Bokaloka, ImaginaSamba, Mumuzinho, Arlindo Cruz, Swing e Simpatia e outros. Não falei que vinha coisa boa?

A gravação do DVD, no bairro da Zona Norte, ganha status de um grande encontro. Sapucahy receberá as maiores feras do cenário musical, feras essas que o músico já produziu ao longo de uma década, e nada como comemorar em grande estilo, onde ele é a estrela principal.


O repertório vem emoldurado pelos hits de Leandro, com “Numa Cidade Muito Longe Daqui”, “Meu Nome é Favela”; “Favela Fashion Week”, e ainda hits de artistas convidados... O show traz releituras de outros sucessos, passando pelos grupos de pagode e sambistas. Sem sombra de dúvida, vão balançar as estruturas do Imperator.


“Pensei, por que não contar a minha história como percussionista e produtor? Teremos um repertório bem variado”, alega. E essa festa vem com convidados tops, que fazem questão de estar presente, ao lado dele.


Uma trajetória ímpar - Sapucahy já disse ao que veio - produtor de grandes nomes do samba e da MPB, como Arlindo Cruz e Maria Rita. Lançou seu primeiro CD, “Cotidiano”, em 2006. Nele, contou com a participação de Zeca Pagodinho, Arlindo Cruz e Marcelo D2.


Passados dois anos, o sambista lançou seu segundo trabalho, que retratava a relação entre a favela e o asfalto na cidade do Rio de Janeiro. Nasce o CD e DVD “Favela Brasil”. Sapucahy recriou barracos em tamanho real, bares, lajes e becos, além de reunir atores caracterizados para performance, semelhante a um musical, o trabalho chamou a atenção pelo cuidado estético.


Em 2009, fez uma homenagem ao ícone dos anos 60 - Roberto Ribeiro. Envolto e remetendo o que aprendeu, e a admiração ao sambista veio por influência de sua mãe, e lança um CD totalmente composto por músicas do artista, falecido em 1996.


Mas, sem se afastar de suas raízes, lançou em 2011, o CD “Leandro Sapucahy – Malandro Também Ama”, em que se revela um artista mais maduro, e claro, bem mais romântico, mostrando por meio das letras e melodias o jeito carioca e malandro de amar.


No ano seguinte, veio o “Baile do Sapuca”, resultado de apresentações do Bloco do Sapucapeta, na Zona Sul e festas badaladas no Rio, deu origem ao DVD, que mistura Pop, MPB e Samba, com participação de Naldo Benny, Petra Gil, Fernanda Abreu e outros. É claro, que ficou muito bom.


Considerado um mensageiro, Leandro dá voz às suas inquietações. E é perceptível em cada trabalho. Em 2013 embarca com o CD e DVD “Favela Brasil II”, onde fez diversos shows, e mais uma vez agradou em cheio pelo conjunto da obra. Seu último trabalho reflete como ninguém sua alma, no CD “Eu Amo A Vida”, reuniu canções que fazem críticas aos problemas sociais. “O mensageiro” fez questão de dar um alerta, fazendo um clipe com diversos artistas, contou com Juliana Alves e Marcelo D2, dois representantes contumazes.


E agora, outro ciclo começa - esse ano de 2016, completa 10 anos que lançou o 1º CD, e de lá pra cá, Leandro despontou em diversas frentes e quando olha lá traz, descobre um legado, sendo assim, nada como comemorar esses 10 anos de carreira com a chancela de um “Legítimo Mensageiro”.


“Legítimo Mensageiro” - Percussionista há 30 anos, produtor há 16 anos e mensageiro há 10 anos. Projetado como produtor de pagode romântico, ele dá outro passo na sua carreira. Reuniu tudo e traz agora o melhor de cada fase; afinal, poucos agregam em só nome tantas qualidades nesse nicho do samba. Isso merece um DCD, típico de bambas.


O show, de 1h20, ganha reforço dos músicos TUCA ALVES - Diretor Musical e violão - BRUNO MAYOR – cavaco / CHOCOLATE – bateria / DUDU DIAS – baixo / NELIO – teclados / NENE BROWN - percussão geral / BRUNO GAMA - percussão geral / SANDRINHO - percussão geral / Heber Poggy – sopro / LG e Karla Prieto – vocais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário