sábado, 5 de agosto de 2017

Livro aborda antológico disco do Pink Floyd à luz da Alquimia



Em comemoração aos 50 anos de The Piper at the Gates of Dawn, livro aborda o antológico disco do Pink Floyd à luz da Alquimia. Fundamentado na psicologia de C. G. Jung, seu intuito é mostrar que o disco, concebido por Syd Barrett, é uma coleção de fórmulas e imagens alquímicas, criadas pela inspiração visionária de seu autor, que mergulhou fundo no inconsciente para trazer à luz músicas que primam não só pela sua beleza lisérgica, mas por serem compostas para um disco de irretocável inclinação gnóstica, de acordo com o que diziam os antigos alquimistas, como Paracelso, Michael Maier e Basilio Valentin. O livro tem ainda como pano de fundo o Fausto, de Goethe, traçando assim paralelos com outras obras que abordam a Alquimia, uma criação da faculdade imaginativa da alma, cuja meta, em seu aspecto simbólico, é o despertar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário