quinta-feira, 5 de outubro de 2017

Som do Ukulelê com Digga Digga Duo na sexta, 6 de outubro, e o guitarrista Big Gilson, dia 7 de outubro, no Mississippi Delta Blues Bar



O Som do Ukulelê com Digga Digga Duo na sexta, 6 de outubro, e o guitarrista Big Gilson, dia 7 de outubro, no Mississippi Delta Blues Bar, a Casa de Blues na Gamboa

A semana do Mississippi Delta Blues Bar (Rua Pedro Ernesto, 89, Gamboa), a casa de blues incrustada no berço do samba, braço carioca da casa em Caxias do Sul, residência do maior festival de blues da América Latina, traz o raríssimo som do ukulelê na apresentação do Digga Digga Duo, sexta, dia 6, dia e o consagrado Big Gilson, no sábado, dia 7. Na quarta, o bluegrass do The Hustlers, e, na quinta, Edu Eddie Strada e Rodrigo Muniz rendem homenagem a Marcelo Manes. A casa fica na Gamboa, na parte do bairro apelidada de Pequena Áfricae é um empreendimento da dupla de empresários do Sul, Babi Fioravanzzo e Toyo Bagoso, organizadores do maior festival de blues da America Latina.

O SOM DO UKULELÊ - O Digga Digga Duo formado por Ana Bandarra (ukelele, voz e kazoo) e Eduardo Vilamaior (contrabaixo acústico, voz e kazoo) se dedica à pesquisa e resgate de canções das décadas de 20 e 30, a maior parte delas identificadas como "foxtrot" nas capas de suas partituras originais que vieram a se tornar standards do jazz (“I can’t Give You Anything But love”, “After You’ve Gone”). O repertório inclui também clássicos do blues (como “Everybody Loves My Baby”, “Baby Won’t You Please Come Home”). Alguns dos artistas da época que estão entre as referências e influências neste trabalho são: Bing Crosby; Cliff Edwards; Al Bowlly; Annette Hanshaw; Helen Kane; Ruth Etting; Lee Morse; Ethel Warters; Nick Lucas; Whispering Jack Smith; Mills Brothers; Cats And The Fiddle. Uma oportunidade rara de ouvir o som do ukulele, pequeno instrumento havaiano de origem portuguesa (a semelhança do cavaquinho) que conheceu o auge de sua popularidade nos Estados Unidos durante a década de 20. https://www.youtube.com/watch?v=yLdusDkh_o8

O show do dia 06, sexta, começa às 21H30 com ingressos a R$ 20,00.
 GUITARRA DE BIG GILSON - No sábado, o coagrado guitarrista Big Gilson, um dos precursores do blues no Brasil e fundador da banda Big Allanbik, sobe ao palco antes de partir em turnê pela Europa. O artista que conquistou elogios de B.B.King – “Quando vejo um jovem tocando blues tão bem assim e tão longe da América, sinto que minha missão nesta vida está cumprida" -, é o bluesman brasileiro que mais atua no exterior. Big Gilson fez apresentações nos EUA, Canadá, diversos países da América do Sul e Europa e já dividiu palco com artistas do quilate de Steve Winwood (Brazilian tour), Johnny River, Johnny Winter, Canned Heat, Mick Taylor (Rolling Stones), Magic Slim, e duas vezes com o mestre B.B. King. O show do dia 07, sábado, começa às 21H30 com ingressos a R$ 20,00.

Com cardápio de inspiração sulista americana, O Mississippi Delta Blues Bar hambúrgueres e o clássico americano Mac&Cheese, macarrão com molho de queijo cheddar, sanduíches como o Philli de tiras de filé mignon com requeijão, cebola e pimentão, na faixa de preços de R$ 20 a R$ 32. Na cartela de bebidas, cervejas como a Hocus Pocus, Colorado, Botto Beer e drinks como o Long Island Iced Drink, com aparência inofensiva de chá gelado, mas que reúne cinco destilados em um copo só.

A CASA - O ponto do Mississippi Delta Blues Bar foi uma escolha geográfica/musical. O sobrado de três andares, na Gamboa, está inserido na parte do bairro apelidada de Pequena África, em frente ao Centro Cultural José Bonifácio, primeira Escola Pública do Rio de Janeiro, atualmente Museu da Herança Africana. A Pequena África é o lar histórico da comunidade afro-brasileira na Região Portuária do Rio de Janeiro. A região ficou conhecida por esse nome depois que o comércio de escravos se tornou ilegal no Brasil em 1831. Entre 1850 e 1920, escravos libertos permaneceram trabalhando na região e a Pequena África frequentemente acolheu negros de todo o país, onde se ergueram casas, locais de convívio cotidiano e centros religiosos.

O Mississipi Delta Blues funciona de terça a sábado. De terça à sexta das 17h às 01h e aos sábados das 19h às 02h. De terça a sábado, das 17h às 20h30, a casa opera como bar, de quarta a sábado, a partir das 20h30, passa a cobrar entrada, inclusive de quem está dentro da casa, que é revertida para a banda. Ás quartas e quintas, o valor da entrada é de R$ 15,00. Ás sextas e sábados, valor de R$ 20,00. Ás terças não tem show e não há cobrança de entrada. Os clientes assíduos terão o Mojo Card que oferece uma série de descontos e vantagens.

ROTEIRO

MISSISSIPPI DELTA BLUES BAR RJ - Rua Pedro Ernesto, 89, Gamboa, Tel: 2510-6061

AGENDA DE OUTUBRO

04 QUARTA – The Hustlers - 21H – VALOR R$ 15,00

05 QUINTA – Edu Eddie Strada com Rodrigo Muniz homenagem a Marcelo Manes - 21H – VALOR R$ 15,00

06 SEXTA – Digga Digga Duo - 21H30 – VALOR R$ 20,00

07 SABADO – Big Gilson - 21H30 – VALOR R$ 20,00



11 QUARTA – Décio Caetano - 21H – VALOR R$ 15,00

13 SEXTA - Caravana Cigana do Blues - 21H30 – VALOR R$ 20,00



19 QUINTA Jefferson Gonçalves e Kleber Dias Acústico - 21H – VALOR R$ 15,00

20 SEXTA Marcelo Villela - 21H30 – VALOR R$ 20,00

21 SÁBADO Marcelo Villela - 21H30 – VALOR R$ 20,00

27 SEXTA Sergio Diab - 21H30 – VALOR R$ 20,00



28 SÁBADO Flavio Guimarães - 21H30 – VALOR R$ 20,00

Nenhum comentário:

Postar um comentário