Header Ads

  • Últimas Notícias

    Navios movimentam 21 mil turistas nesta semana no Pier Mauá-RJ



    No mês de janeiro cerca de 70 mil turistas passarão pelo terminal de passageiros do Pier Mauá. A temporada marítima que começou em outubro de 2017 e se estende até abril de 2018 conta com 93 atracações, das quais 22 são cruzeiros de longo curso (internacionais) e 24 navios no total. Neste período, são esperados mais de 380 mil turistas que aproveitarão roteiros variados no país.

    De 23 a 30 de janeiro, sete navios atracarão no Pier Mauá totalizando mais de 21 mil turistas. Chegando no dia 23 e pernoitando na cidade, o Seabourn Sojourn traz 585 turistas. O navio vem dos EUA e vai para África. Chegando e saindo no mesmo dia, o navio Costa Fascinosa atraca dia 25 com 4914 turistas e parte para Ilhabela; dia 26 é a vez do Sovereign com 3380 turistas a bordo. Dia 27 teremos dois navios atracados, o MSC Poesia com 3900 turistas e o Albatros, da companhia alemã Phoenix Reisen Seereisen, com pouco mais de mil turistas. O cruzeiro iniciou viagem em Gênova, na Itália, e deve terminar em Buenos Aires, na Argentina.

    Terminando a semana, o MSC Musica atraca dia 28 com quase 4 mil turistas e no dia 30 é a vez do Sovereign. Ambos partem no mesmo dia.

    "Este ano tivemos um aumento de 15% no movimento. É o Rio de Janeiro se firmando como porto de embarque e desembarque. Enquanto em outros portos do Brasil o turista leva uma hora e meia para chegar do aeroporto até o terminal, aqui, ele tem várias opções, como o VLT", destaca Alexandre Gomes, gerente de operações do Píer Mauá.

    Para Alexandre, o brasileiro volta à tradição de embarcar em cruzeiro marítimo pela comodidade desse tipo de transporte, mas a preferência pela Cidade Maravilhosa tem ainda uma influência do legado dos Jogos Rio 2016. “Com o Boulevard Olímpico, os dois novos museus, o do Amanhã e o de Arte do Rio, a cidade se transformou em novo destino. O turista não chega mais aqui só querendo saber de Pão de Açúcar, de Corcovado e de Copacabana. Ele quer ver o que aconteceu depois das Olimpíadas”.

    Nenhum comentário

    Post Top Ad

    Post Bottom Ad