terça-feira, 20 de fevereiro de 2018

Projeto Pérolas apresenta a campanha Mulheres que escolheram viver



O Projeto Pérolas, que ajuda mulheres diagnosticadas com câncer a terem autoestima, empoderamento e qualidade de vida emocional, abraça mais uma campanha de amor ao próximo. Desta vez em parceria com o Projeto + Reyspeito, criado pelo Dr. Rey. Pensando nas lutas e reinvenções que cada mulher passa ao enfrentar o câncer, o Projeto + Reyspeito contemplará uma das mulheres atendidas pelo Projeto Pérolas com a reconstrução mamária de forma gratuita.

Entretanto, para que Creusa Oliveira, a Pérola escolhida para esta cirurgia, vá a Minas Gerais ao encontro da equipe do Dr. Leornado, coordenador do Projeto + Reyspeito, o Projeto Pérolas pede ajuda. Assim nasceu no Kickante a Campanha Mulheres que Escolheram Viver, onde a expectativa é que seja arrecadado o valor necessário para a passagem aérea, transporte, alimentação para Creusa e sua acompanhante, além de outras taxas.

Link da campanha:

https://www.kickante.com.br/campanhas/mulheres-que-escolheram-viver

A arrecadação ficará aberta por 50 dias.



Depoimento de Creusa Oliveira (carioca, 57 anos): "Em dezembro de 2014, descobri um câncer na mama direita. Passei por consultas, quimioterapia, cirurgia de retirada da mama - mastectomia radical com esvaziamento axilar - e, por último, radioterapia. No momento me encontro em segmento médico, fazendo uso de um remédio chamado Tamoxifeno. Me trato no INCA lll há dois anos. Confesso que até hoje, me olhando no espelho sinto não só meu corpo, mas também a alma mutilada, por falta do meu seio. Espero com grande ansiedade por uma reconstrução. Me sinto triste e me perturba saber que preciso fazer uso de uma prótese móvel, onde tenho que fazer escolhas na hora de vestir algo. Porque, mesmo que ninguém perceba, eu sei que ela está ali. Tenho que ficar sempre atenta a isso para ela não entortar, não sair do lugar. Então, faço aqui meu apelo para que eu possa realizar o sonho de fazer a cirurgia de reconstrução da minha mama."

Nenhum comentário:

Postar um comentário