quinta-feira, 22 de março de 2018

HANNA apresenta “O amor é bossa nova” neste domingo, 25, no Teatro Ziembinski, Tijuca


Abrindo sua agenda de shows deste ano, a cantora, compositora e atriz HANNA apresentará o seu elogiado CD “O Amor é Bossa Nova – Homenagem a João Gilberto” neste domingo, dia 25 de março, às 20h, no Teatro Ziembinski, (Rua Heitor Beltrão – Próximo a Estação do Metro da São Francisco Xavier – Tijuca – Tel. 3234-2003), homenageando seu ídolo maior, João Gilberto, interpretando seus clássicos. O disco foi indicado em diversas categorias ao Grammy Latino e também ao Prêmio da Música Brasileira como Melhor Álbum.

Com o toque sensual e aveludado de sua voz, que passeia com brilhante interpretação a cada canção, a cantora surpreende repaginando, com seu estilo único, a influência inconfundível de João Gilberto, agora sob novos olhares. Fazem parte do repertório os clássicos “Pra Quê Discutir Com a Madame”, “Desafinado”, “Garota de Ipanema”, “Chega de Saudade”, “Você e eu”, “Ela é carioca”, “Meditação”, “Este Seu olhar”, “O Amor em Paz”, “Saudade Fez um Samba”, “O Pato”, “Menino do Rio”, “Wave”, “Bahia com H”, “Inútil Paisagem”, “Você e Eu”, “Fotografia”. Outros compositores também farão parte do repertório, como Tom Jobim, Vinicius de Moraes, Ronaldo Bôscoli, Carlos Lyra, Aloysio de Oliveira, Neusa Teixeira, Jayme Silva, Denis Brean, Dolores Duran, Newton Mendonça, Caetano Veloso, Dorival Caymmi.

HANNA será acompanhada por sua banda formada por Dodô Moraes (arranjos, Produção Musical, teclados e acordeon), Marcio Souza (violão), Claudio Souza (contra-baixo), Gabriel Souza (bateria), além de direção geral de Christine Valença.

Com uma carreira internacional digna de elogios e reconhecimentos notáveis – em Marrakesh foi saudada com entusiasmo pelo Rei de Marrocos – e após apresentações ao longo dos últimos 20 anos em clubes de jazz da Itália, Suíça, Grécia, França, além de importantes casas de show do Rio (Teatro Rival, Planetário da Gávea, Forte de Copacabana, dentre outros), a cantora HANNA está gravando o Volume 2 do Álbum “O Amor é Bossa Nova Homenagem a João Gilberto”, com dois clássicos já autorizados pelo homenageado (as músicas “Hoba La La” e “Bim Bom”), “Desde Que o Samba é Samba” do Caetano Veloso, “Eu vim da Bahia”, de autoria do Gilberto. Será um álbum duplo com 23 clássicos da Bossa Nova.

Nenhum comentário:

Postar um comentário