Header Ads

  • Últimas Notícias

    Artesã investe R$100 no negócio e conquista primeiro ponto fixo



    A artesã e empresária Carollina Souza decidiu investir no negócio próprio depois de comprar duas pulseiras e gastou cerca de R$40,00. "Me perguntei porque eu mesma não as fazia mas com uma qualidade superior e um preço justo. Na mesma semana comprei material e não gastei nem R$100,00”, conta. Carollina começou com poucas peças que cabiam em uma necessaire, vendendo para amigas e conhecidas na faculdade de Marketing e vizinhas do prédio onde mora, no Engenho Novo.

    Carollina apostou na marca e largou o estágio em marketing que fazia na época. Resolveu aliar as tendências fashion adquiridas no curso de moda, que estudou por dois anos, e levar a Mania de Pulseira adiante por um preço acessível. “Queria apresentar peças que todos possam usar e, com isso, mostrar que para estar na moda não precisa gastar muito”, ressalta.

    O negócio foi crescendo pela indicação das amigas e vizinhas de Carollina. No fim de 2015 começou a participar da Feira de Artesanato do Méier, na Praça Agripino Grieco, pois viu que precisava de um ponto fixo para as clientes experimentarem as peças e encontrá-las além do prédio ou da faculdade.

    Em novembro de 2017, a Mania de Pulseira conquistou seu primeiro quiosque no Shopping do Méier, ícone do bairro. A marca que começou com a produção de pulseiras, hoje conta também com cordões, anéis, brincos e acessórios que são tendência na moda, como correntes de óculos. Quase toda a produção é feita pela artesã.


    Após a abertura do quiosque, Carollina já planeja os próximos passos. “Consegui com muito esforço abrir meu primeiro ponto fixo após dois anos de marca. O planejamento é colocar a Mania de Pulseira em outros lugares do Rio nos próximos anos”, completa Carollina.

    Nenhum comentário

    Post Top Ad

    Post Bottom Ad