Header Ads

  • Últimas Notícias

    Os desafios de organizar uma residência



    Nos dias atuais, muitas são as circunstâncias árduas e de difícil resolução em que é necessário escolher entre duas opções contraditórias. Ou seja, para quem atua no mundo corporativo ou trabalha home office o dilema é em relação ao tempo que se tem: organizar a casa ou se dedicar a uma atividade que agregue mais conhecimento e diversão?

    Para a personal organizer Aline Delavy a vida moderna tem características próprias e a jornada de trabalho, muitas vezes intensa, exige demais das pessoas e no pouco tempo que sobra para elas não conseguem manter organizados setores tão primordiais para o seu bem-estar, como a residência onde vivem, por exemplo. “Quando questões como ‘tenho tanta coisa que a casa nunca parece arrumada’, ‘o espaço não parece ser suficiente para acomodar todos os objetos’ é necessário parar e avaliar como os itens de decoração, roupas, entre outros estão sendo acomodados em seus lugares. Após isso, se a sensação for de bagunça é sinal de que uma reorganização é necessária”, observa Aline Delavy.

    O fato é que ter um ambiente residencial arrumado e organizado é essencial para se sentir leve e com disposição. “A acumulação de coisas, sobretudo se for de forma desorganizada, contribui para uma mente turva, baralhada, podendo minar nosso ânimo, paciência e produtividade”, relata a personal organizer Aline Delavy.

    A especialista em organização residencial afirma que um ambiente organizado, arrumado e com praticidade de encontrar os objetos necessários pode contribuir para o bem-estar de quem mora naquela casa. “Um espaço com estas características muda a vida das pessoas. Diminui-se o tempo procurando algo que, muitas vezes, está bem à vista e tem mais tempo para fazer outras atividades que se gosta, como curtir passeios com família, reunião de amigos. Com uma organização adequada e planejada para cada ambiente, não se desperdiça mais alimentos, remédios, produtos de higiene pessoal. Com tudo organizado, você sabe exatamente o que tem e não gasta dinheiro com itens parecidos. É uma economia importante tanto no aspecto financeiro como emocional, que impacta positivamente na vida de cada pessoa da casa”.

    Entre as dicas da personal organizer Aline Delavy está a sala de estar. “Este ambiente é a primeira impressão de uma casa. Sendo assim, deve-se deixar à vista o que realmente é necessário, tais como poucas canetas, bloco de anotação, livros que estão na lista para serem lidos. A dica é realizar o desapego com frequência. Dessa forma, a chance de acumular papéis, livros sem uso, canetas que não funcionam é muito menor.
    Com um local bem definido para cada objeto, eles não ficarão soltos dentro da casa”, finaliza.

    Nenhum comentário

    Post Top Ad

    Post Bottom Ad