• Últimas Notícias

    Projeto 'A Arte Gerando Renda' inicia oficinas na Rocinha, de olho no Carnaval 2020



    Imagine aprender a maquiar com uma das profissionais responsáveis pela Mangueira, escola campeã do Carnaval 2019? Sim, a make-up artist Rosangela Pereira chefiou uma equipe de 24 profissionais que foram responsáveis por mais de 500 integrantes, de oito alas, e há dois anos ensina suas técnicas para jovens e adultos do Projeto A Arte Gerando Renda, que inicia suas aulas na Rocinha, as aulas começaram na última segunda-feira, dia 11 de março. Quem quiser, ainda pode se inscrever nas oficinas de Fantasias e Adereços, Maquiagem Social, Maquiagem Artística, Unhas Decoradas, Artesanato, além de Turbantes e Tranças afro.

    Apesar do Carnaval 2019 ter acabado há poucos dias, o foco das oficinas oferecidas pelo A Arte Gerando Renda é a folia de 2020, promovendo a capacitação de futuros profissionais. O projeto tem patrocínio de Eudora, Kasznar Leonardos e apoio do Instituto Grupo Boticário.

    “A movimentação das escolas de samba é o ano inteiro. O mercado de trabalho nessa área não para, e a falta de mão de obra qualificada é grande. Um de nossos principais objetivos é justamente qualificar as pessoas que sonham em trabalhar na folia. Entre nossos professores temos um carnavalesco e maquiadores renomados que fazem as comissões de frente, alas e destaques das agremiações. O aluno aprende com quem está diretamente envolvido na maior festa de nosso país”, aponta Marcello Andriotti, diretor da ONG Favela Mundo, que faz a gestão do projeto.

    Além de professora, Rosângela é um exemplo de superação: Há cinco anos, ela foi aluna do A Arte Gerando Renda, na Maré! “Além da equipe que me acompanha, pude ter ao meu lado, algumas alunas. Todo ano é uma responsabilidade muito grande, mas também é um prazer enorme. Ensino técnicas que deixam os integrantes incríveis, em um curto espaço de tempo”, relata ela, que teve apenas cinco horas para finalizar os 500 componentes.

    O Projeto A Arte Gerando Renda – indicado ao Prêmio Marketing Best de Sustentabilidade 2015, já capacitou mais de 1.131 alunos da Maré, Piedade, Acari, e volta a Rocinha, após grande sucesso e pedidos da favela, que da última vez preencheu . O projeto foi criado para gerar oportunidades para moradores de favelas que têm acesso a escolas de samba e muita vontade de trabalhar com arte, mas não possuem conhecimentos básicos para exercerem funções nas agremiações ou até mesmo para ingressar no mercado de trabalho, em salões de beleza. Cada curso têm a duração de dez semanas, com aulas semanais. Ao final, os participantes são certificados e podem estagiar em barracões de escolas de samba ou em produções teatrais. Os formados de 2017, tiveram a oportunidade de trabalhar nos desfiles da Mangueira, Salgueiro e Beija-flor em 2018.

    REFERÊNCIA PARA A ONU

    Em 2014, a ONG Favela Mundo foi reconhecida como um “Modelo de Inclusão Social nas Grandes Cidades”, no World Cities Day 2014, na sede das Nações Unidas, em Nova Iorque, Estados Unidos. Ao todo, a entidade já esteve presente, levando a bandeira de nosso país, em oito eventos no exterior.

    SERVIÇO

    O Projeto A Arte Gerando Renda ocorre no CRAS Rinaldo de Lamare (Avenida Niemeyer 776, 8º Andar).

    Informações:www.favelamundo.org.br ou 3802-5881.

    Nenhum comentário