• Últimas Notícias

    Crenças limitantes e como elas influenciam na sua realidade


    Crença é aquilo que temos como “verdade” em nosso conceito pessoal e é algo em que acreditamos com toda força. E se acreditamos, certamente investimos energia nessa “verdade”, seja ela promovendo bem-estar ou não. E, principalmente, se investimos energia, criamos algo em nossa realidade.

    É importante saber que somos formados por um sistema de crenças que possui diferentes níveis, que vem de diferentes lugares e experiências diversas.

    A primeira delas é a crença no Nível Primário que são aquelas que adquirimos desde o momento da nossa concepção, até os dias de hoje. Elas são criadas através da educação dos nossos pais, dos grupos de amigos, dos nossos professores na escola, de alguma religião ou filosofia, de leituras, do que nos contam, de coisas que ouvimos e vemos na televisão e na internet, ou seja, qualquer input desse pode criar uma crença e uma crença quando é criada, vai influenciar na nossa vida, na nossa realidade.

    Outro nível de crença que existe é a do Nível Genético, que são aquelas herdadas de pai, mãe, avôs e avós até a sétima geração. São crenças que nos fazem ter um sentimento de pertencimento à nossa família e essas crenças podem até serem vistas como um padrão da família, um padrão de sucesso por exemplo, uma inclinação para uma determinada carreira, uma inclinação para um dom artístico ou até mesmo uma doença que se propaga de geração em geração.

    A outra é no Nível Histórico que são aquelas que toda humanidade já viveu e se criaram as crenças coletivas que influenciam a sociedade como um todo. Criamos a identificação com determinados grupos também através dessas crenças coletivas.

    E finalmente tem a que chamamos de crenças no Nível da Alma que são aquelas que vêm de nossa essência, do nosso âmago, ou seja, esse emaranhado de crenças e de influências que somos formados, compõem um sistema dentro de nós que dialogam entre si. Umas são conflitantes, outras são afins, umas vão negar, outras vão aceitar e com isso nós vamos criando contradições internas e criamos movimentos na vida determinados por esse sistema.

    Existem crenças bloqueadoras e existem as que funcionam e atuam a nosso favor. Um exemplo de crença bloqueadora: “A vida é dura“ ou “Eu tenho que dar o meu sangue para ser alguém na vida”, ou “Eu tenho que me esforçar muito para conseguir dinheiro”. Se uma pessoa tem todas essas crenças, ela vai reforçar isso na vida dela, ou seja, ela vai investir energia nisso e vai, de fato, criar isso na realidade. Todo pensamento como: “Eu sou incapaz”, “Eu não posso”, “Eu não consigo”, “Eu não mereço”, são crenças bloqueadoras e impeditivas porque nos impedem de acessar todo potencial que existe em nós.



    A técnica ThetaHealing trabalha na frequência da onda cerebral Theta e atua nessas crenças. A primeira ação no processo de cura, no processo de mudança é a tomada de consciência de que uma ou mais crenças existe em você, pois só podemos trabalhar naquilo que é consciente, naquilo que existe. Uma vez que você toma consciência e vê como aquilo está atuando na sua vida, você faz uma escolha: ter ou não ter.

    Com a técnica ThetaHealing trabalhamos primeiro a tomada de consciência dos bloqueios e limites existentes, depois o empoderamento para que a pessoa esteja apta à mudança e de fato mudar e criar uma nova realidade harmoniosa e equilibrada na sua vida nos níveis físico, mental, emocional e energético.

    Deborah Souza - Terapeuta e instrutora de técnica quântica

    Nenhum comentário